Pages

sábado, 13 de agosto de 2016

TSE autoriza investigação que pode cassar registro do PMDB, PT e PP

 Acompanhe o Blog no Twitter  Facebook e WhatsApp 999 8841-3337
 
O Presidente do Tribunal Superior Eleitoral, o TSE, Gilmar Mendes, autorizou a abertura de processos para investigar PMDB e PP, o Partido Progressista. O pedido da investigação foi feito pela corregedora do tribunal, Maria Theresa Moura.

Os pedidos têm como bases informações obtidas em delações premiadas de envolvidos na Operação Lava Jato. Os partidos são acusados de ter recebido propina disfarçada de doações eleitorais oficiais.

O próprio presidente do TSE, Gilmar Mendes, já havia pedido à corregedora a investigação do PT, o Partido dos Trabalhadores. Caso as acusações sejam comprovadas, os três partidos podem até perder o registro na Justiça Eleitoral.

A corregedora Maria Theresa, que também é ministra do TSE, pediu ao plenário do tribunal que os três processos sejam distribuídos entre os ministros.

As investigações só vão começar depois que o plenário decidir sobre a questão de quem deve relatar os processos. A previsão é que o caso seja retomado no próximo dia 23.

Em nota, o Partido Progressista disse que não compactua com ilegalidades e afirma ter todo o interesse no esclarecimento dos fatos.

O PMDB, também em nota, informa que sempre arrecadou recursos seguindo os parâmetros legais em vigência no país. Já o PT havia divulgado nota afirmando que não foi notificado sobre o processo no TSE, mas que todas as operações financeiras da legenda foram feitas dentro da legalidade.

0 comentários: