Pages

quarta-feira, 27 de maio de 2015

Camara podera votar 4 modulos sobre reforma politica nesta tarde



O presidente da Câmara, Eduardo Cunha, disse há pouco que a parte da reforma política que trata do financiamento das campanhas deve ser objeto de pelo menos quatro votações nesta tarde. Ele explicou que o texto rejeitado ontem foi um destaque de preferência que pretendia permitir o financiamento por pessoas físicas e jurídicas para partidos e candidatos. “Nós vamos seguir a ordem de votação, nosso acordo foi votar agora primeiro o financiamento privado por pessoas jurídicas, em segundo lugar o financiamento privado por pessoas físicas e em terceiro o financiamento público”, disse Cunha.

Além dessas três propostas, por ter sido apresentado um destaque ao texto do relator, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), o texto de Maia também irá à votação.

O texto de Rodrigo Maia é um pouco mais restritivo do que o rejeitado ontem, pois permite que somente os partidos recebam doações de pessoas físicas e jurídicas.

“Vamos ter pelo menos mais quatro votações sobre financiamento. Isso se não tiver outra emenda aglutinava que proponha um texto diferenciado”, explicou o presidente da Câmara.

Cunha disse ainda que espera concluir as votações da reforma política até amanhã. “Um dos pontos mais polêmicos nós votamos ontem, que foi o sistema eleitoral. Financiamento vamos concluir agora. E ter ou não ter reeleição é uma única votação e coincidência de mandato também. O resto são temas acessórios que não devem demorar”, avaliou Cunha.


Reportagem - Murilo Souza Edição - Natalia Doederlein

0 comentários: