Pages

quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

Eliziane Gama Poderá Ser a Companheira de Chapa de Flavio Dino Rumo a Sucessão Estadual



Acompanhe o Blog do Luiz Carlos no Twitter ™ e Facebook



Nos últimos meses, os partidos PDT e PSDB protagonizaram uma grande disputa nos bastidores para saber quais dos dois indicariam o candidato a vice-governador na chapa de Flávio Dino (PCdoB), inúmeros nomes surgiram para este espaço, mas tanta disputa, pode acabar em nada para as duas legendas, pois existe um grande movimento dentro da oposição, para fazer com que Eliziane Gama (PPS), componha a chapa majoritária com o candidato comunista.

O primeiro a assumir publicamente essa intenção foi o deputado federal Simplício Araújo (Solidariedade), ele que teve grandes embates com a deputada estadual na disputa pelo comando do PPS, enxerga em Eliziane Gama a grande oportunidade da oposição garantir a vitória ainda no primeiro turno. "Na política temos entender que temos tempo, a Eliziane chegou a um patamar muito bom, porém o Flávio é o favorito sem sombras de dúvidas, então ela tem a oportunidade hoje de formar uma composição muito forte", declarou.

Questionada sobre essa possibilidade, Eliziane Gama chega a demonstrar certa insegurança ao responder, mas tenta manter a postura que deseja ser candidata. "Minha candidatura é praticamente irreversível, dependo apenas que outro partido some força comigo, mas não descarto a possibilidade de sair sozinha", responde.


A oposição aposta na composição Flávio e Eliziane Gama, por conta de oferecerem uma certa segurança a deputada estadual, que apesar de bom desempenho nas pesquisas eleitorais, ainda não é suficiente para uma vitória o que lhe deixaria sem um mandato eletivo por pelo menos dois anos e compor chapa com o presidente da Embratur, seria uma forma de garantir algo e seguir na linha sucessória do grupo.

O PDT não gosta nada do movimento, mas interlocutores garantem que o partido do deputado federal Weverton Rocha (PDT), principal liderança partidária no estado, não deixará de apoiar o Flávio, mesmo que eles não tenham direito a vice. Componentes do grupo opositor afirmam que o principal interesse de Weverton é apenas garantir a sua reeleição e espaço em um futuro governo Dinista.

Já o PSDB seria mais difícil de convencer, porém os tucanos também estão preocupados com suas reeleições de deputados federais e estaduais, portanto seria praticamente a única alternativa compor com Flávio, uma vez que é consenso no ninho, que caso coliguem com os partidos que apoiam a candidatura de Luís Fernando serão engolidos na disputa proporcional, fora que não há espaço para PT e PSDB em uma mesma chapa.

0 comentários: