Pages

quinta-feira, 27 de junho de 2013

Simplicio Denuncia Mazelas dos Governos do Estado e Federal

Deputado Reclama da falta de respeito ao povo Maranhense
 
Pra entregar as retroescavadeiras que Dilma mandou pro Maranhão é com Roseana.
Pra Inaugurar UPAS do Ministério da Saúde da Presidente Dilma, é com Roseana.
Pra Prometer Refinaria com o dinheiro da Petrobras de Dilma, é com Roseana.
AGORA...
O problema da ponte de Itapecuru-Mirim que enche o saco do Povo da cidade e de todos os municípios da Região a mais de Um ano, é PROBLEMA SÓ DE DILMA.
CHEGA LOGO 2014!!!!!! O POVO DO MARANHÃO VAI MOSTRAR QUE MERECE RESPEITO.
Nesta quarta-feira (26), o deputado federal e vice-líder da minoria Simplício Araújo (PPS/MA) participou de reunião com a bancada do nordeste e com o ministro do Desenvolvimento Agrário, Pepe Vargas.

O deputado cobrou do ministro a entrega imediata das máquinas retroescavadeiras enviadas pelo ministério ao governo do estado do Maranhão. Simplício afirmou que as máquinas estão paradas, prontas para serem entregues mas o governo está fazendo politicagem com os equipamentos.

“O governo do estado não tem participação alguma no financiamento dessas máquinas mas está utilizando esses equipamentos para fazer política. É uma coisa rotineira no estado. As retroescavadeiras foram entregues pelo ministério, já estão em São Luís.  A  governadora parece que quer fazer da entrega dessas máquinas um ato político, para que todos pensem que ela foi a responsável pela compra. Os agricultores precisam dessas máquinas. Basta entregar as chaves para os verdadeiros donos”, afirmou o deputado.

O deputado também solicitou que o programa Territórios da Cidadania fosse estendido para mais municípios maranhenses. “Solicitamos ao ministro uma atenção especial ao nosso estado para que exista uma ampliação do programa no estado. É um projeto de grande importância para o Nordeste e, principalmente, para o Maranhão, mas que está sendo pouco explorado, pouco divulgado”, destacou o parlamentar.

Simplício informou, ainda, que protocolou requerimento solicitando audiência pública para discutir as vantagens e desvantagens do programa, a sua implementação nas regiões do Norte e do Nordeste, assim como obter informações para avaliar se os seus objetivos de amenizar tamanhas disparidades sociais têm sido alcançados, em especial nestas regiões onde os índices de desenvolvimento humano são os mais baixos.
 

0 comentários: