Pages

sexta-feira, 21 de junho de 2013

"MANIFESTAÇÕES": A POPULAÇÃO DESPERTOU PARA AS MAZELAS NO PAIS, DIZ SIMPLICIO ARAUJO



O deputado federal  Simplício Araújo (PPS/MA) disse, nesta quinta-feira, que as manifestações em todo o país são reflexos da insatisfação da população com o comportamento dos políticos e com o abandono dos serviços públicos. Segundo o parlamentar, o povo, finalmente, acordou e resolveu protestar contra as mazelas no país. 

"Agora, o governo e os políticos têm de encontrar, na marra, respostas para as reivindicações que tomaram conta do país”, afirmou ele.


Segundo ele, esse movimento já vinha acontecendo nas redes sociais e nas comunidades mais fechadas. Agora, depois da volta da inflação e “afronta” do governo de gastar, sem nenhum controle, bilhões de reais em construção de estádios, em detrimento de investimentos em saúde, educação, transporte e segurança, Simplício avalia que o povo despertou e resolveu ganhar as ruas para protestar. 


O parlamentar  disse ainda que as manifestações demonstram que os brasileiros não estão alheios ao que acontece no Congresso Nacional, exemplo disso são os cartazes contra a Proposta de Emenda à Constituição que retira do Ministério Público o poder de investigação e o projeto apelidado de “cura gay”. 

O deputado federal  Simplício Araújo (PPS/MA) disse, nesta quinta-feira, que as manifestações em todo o país são reflexos da insatisfação da população com o comportamento dos políticos e com o abandono dos serviços públicos. Segundo o parlamentar, o povo, finalmente, acordou e resolveu protestar contra as mazelas no país. 

"Agora, o governo e os políticos têm de encontrar, na marra, respostas para as reivindicações que tomaram conta do país”, afirmou ele.


Segundo ele, esse movimento já vinha acontecendo nas redes sociais e nas comunidades mais fechadas. Agora, depois da volta da inflação e “afronta” do governo de gastar, sem nenhum controle, bilhões de reais em construção de estádios, em detrimento de investimentos em saúde, educação, transporte e segurança, Simplício avalia que o povo despertou e resolveu ganhar as ruas para protestar. 


O parlamentar  disse ainda que as manifestações demonstram que os brasileiros não estão alheios ao que acontece no Congresso Nacional, exemplo disso são os cartazes contra a Proposta de Emenda à Constituição que retira do Ministério Público o poder de investigação e o projeto apelidado de “cura gay”. 
- See more at: http://www.simplicioaraujo.com.br/index.php/atuacao-parlamentar/noticias/atividade-parlamentar/item/211-manifesta%C3%A7%C3%B5es-a-popula%C3%A7%C3%A3o-despertou-para-as-mazelas-no-pa%C3%ADs,-diz-simpl%C3%ADcio#sthash.zkxyfu7p.dpuf
O deputado federal  Simplício Araújo (PPS/MA) disse, nesta quinta-feira, que as manifestações em todo o país são reflexos da insatisfação da população com o comportamento dos políticos e com o abandono dos serviços públicos. Segundo o parlamentar, o povo, finalmente, acordou e resolveu protestar contra as mazelas no país. 

"Agora, o governo e os políticos têm de encontrar, na marra, respostas para as reivindicações que tomaram conta do país”, afirmou ele.


Segundo ele, esse movimento já vinha acontecendo nas redes sociais e nas comunidades mais fechadas. Agora, depois da volta da inflação e “afronta” do governo de gastar, sem nenhum controle, bilhões de reais em construção de estádios, em detrimento de investimentos em saúde, educação, transporte e segurança, Simplício avalia que o povo despertou e resolveu ganhar as ruas para protestar. 


O parlamentar  disse ainda que as manifestações demonstram que os brasileiros não estão alheios ao que acontece no Congresso Nacional, exemplo disso são os cartazes contra a Proposta de Emenda à Constituição que retira do Ministério Público o poder de investigação e o projeto apelidado de “cura gay”. 
- See more at: http://www.simplicioaraujo.com.br/index.php/atuacao-parlamentar/noticias/atividade-parlamentar/item/211-manifesta%C3%A7%C3%B5es-a-popula%C3%A7%C3%A3o-despertou-para-as-mazelas-no-pa%C3%ADs,-diz-simpl%C3%ADcio#sthash.zkxyfu7p.dpuf

0 comentários: